ARMAZÉM PARAÍBA
Educação

Programa de educação midiática recebe investimento de R$ 9 mi

EducaMídia, criado pelo Instituto Palavra Aberta, recebeu investimento do Google.org para promover ações até 2023

09/06/2021 15h05
Por: SE LIGA SERTÃO
Fonte: R7 - Alex Gonçalves, do R7*
16
Estudantes recebem orientação para entender e interpretar informações - (Foto: Freepik)
Estudantes recebem orientação para entender e interpretar informações - (Foto: Freepik)

 

 

O projeto EducaMídia, criado em 2019 pelo Instituto Palavra Aberta, tem como foco oferece educação midiática para professores do ensino fundamental. A iniciativa ganhou força com o investimento de R$ 5 milhões do Google.org nos próximos 2 anos.

O anúncio foi realizado na manhã desta quarta-feira (9) pelo diretor da Google News Lab no Brasil, Marco Tulio. Esse novo aporte de recurso se soma aos  R$ 4 milhões também investidos pelo Google.org na primeira etapa do programa, totalizando R$ 9 milhões com o objetivo de garantir as atividades do programa até 2023.

Anúncio dos recursos para educação midiática
Anúncio dos recursos para educação midiática - (Foto: Divulgação/GoogleMet)

O Programa foi criado em 2019 para capacitar professores e engajar a sociedade no processo de educação midiática dos jovens no Brasil. E o desafio é grande, de acordo com pesquisa da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), 67% dos estudantes brasileiros de 15 anos não conseguem traçar a diferença entre o que é um fato e o que é uma opinião. E apenas 46% disseram ter sido treinados na escola sobre como reconhecer se as informações são tendenciosas.

Com foco em professores do ensino fundamental, o programa desenvolveu um currículo de educação midiática alinhado com os princípios da BNCC (Base Nacional Comum Curricular). A ideia é ampliar o engajamento da sociedade no processo de educação midiática dos jovens tanto nos setor público e como privado. 

Para Marco Tulio, a internet é uma ferramenta importante na educação mundial, "através de pesquisas científicas, desenvolvimento econômico por meio do envolvimento de pessoas quanto ao acesso à informação de forma rápida".

“O nosso papel é muito importante para que possamos de alguma forma reduzir a desinformação, reforçando a qualidade dos nossos sistemas de hackeamento, enfrentar agentes maliciosos e oferecer melhores contextos aos usuários”, destacou o diretor do Google.org.

Segundo Patrícia Blanco, presidente do Instituto Palavra Aberta, “o programa é um conjunto de habilidades que irá ajudar crianças e jovens a analisar, criar e participar do ambiente informacional com responsabilidade e senso crítico.”

Para Patrícia, “a educação midiática ajuda na melhoria ao acesso da informação e na qualidade da experiência e o seu uso, entendemos que com a educação podemos promover a inclusão e a cidadania, transformando informação e conhecimento até chegar à fluência digital.” 

Também particpou o evento Alexandre V. Sayad, co-chairman internacional da Aliança Global de Educação Midiática da Unesco, que enfatizou a importância de inserir a educação midiática no ensino das escolas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Patos - PB
Atualizado às 03h15
22°
Pancada de chuva Máxima: 32° - Mínima: 21°
22°

Sensação

24.3 km/h

Vento

86.9%

Umidade

Fonte: Climatempo
NOVA CAJUÍNA
MEDHOSTER
Blogs e colunas
SANTO EXPEDITO
Últimas notícias
RÁDIO MAXCORREIO FM
Mais lidas
NÓBREGA INFORMÁTICA
POSTO FRONTEIRA
Ele1 - Criar site de notícias