Terça, 28 de Setembro de 2021
37°

Poucas nuvens

Patos - PB

Internacional Internacional

Cofundadora de seita sexual é condenada à prisão nos EUA

Nancy Salzman, membro da Nxivm, grupo que atuava com tráfico de mulheres e exploração infantil, pegou pena de 3 anos e meio

09/09/2021 às 12h05
Por: SE LIGA SERTÃO Fonte: R7 - Leticia Sepúlveda, do R7
Compartilhe:

Nancy Salzman, uma das fundadoras da seita sexual Nxivm ao lado de Keith Raniere, foi condenada na quarta (8) a 3 anos e meio de prisão, nos Estados Unidos.

Talibãs saqueiam biblioteca que homenageava vítima de terrorismo

Os promotores do caso afirmaram que Salzman atuava como uma facilitadora para que Raniere tivesse acesso às mulheres que foram aliciadas para a seita. Entretanto, os advogados de defesa alegaram que ela foi uma das vítimas do líder do grupo, possivelmente a primeira. 
 

"Eu sei, meritíssimo, que me coloquei aqui", disse Salzman, durante sua sentença em um tribunal federal no Brooklyn, após mais de dois anos que confessou ser culpada de conspiração e extorsão. 

Sua filha, Lauren Salzman, também se declarou culpada, mas não irá para a prisão, devido, em parte, ao fato de ter testemunhado contra Raniere.

O juiz distrital dos EUA, Nicholas Garaufis, que presidiu o julgamento de Raniere, disse que Salzman deverá se entregar às autoridades em 19 de janeiro de 2022. 

"Em sua lealdade equivocada a Keith Raniere, ela se envolveu em uma conspiração de extorsão projetada para intimidar os detratores da Nxivm e que infligiu danos aos membros da Nxivm", disse o procurador interino em um comunicado.

"A sentença de hoje responsabiliza a ré por seus crimes e esperamos que isso traga alguma medida de encerramento para as mulheres vulneráveis que foram abusadas". 

A Nxivm foi fundada em 1998, no estado de Nova York, e se definia como um grupo que tinha o objetivo de empoderar as pessoas. Para os investigadores, no entanto, o grupo atuava com tráfico sexual e e exploração sexual infantil. O líder da seita foi condenado em 2019 à prisão perpétua.

Durante a sentença de Salzman, uma vítima do grupo disse que a cofundadora "facilitou o ambiente para os abusos e proporcionou um ambiente ainda pior para as vítimas se curarem". 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Veja também
Ele1 - Criar site de notícias